Páginas

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Cosméticos


As palavras gregas Kosmos e Kosmein deram origem a palavra cosméticos.
O termo Kosmos refere-se ao mundo como um todo organizado e harmonioso. Popularmente esta mais associado ao espaço, e também usado como um sinônimo de mundo (cosmopolita). 
E a palavra Kosmein, esta relacionado com “organizar, arrumar, enfeitar ou adornar”.
Cosméticos são produtos que atuam na superfície da pele, com a finalidade de higienizar, limpar, lubrificar, hidratar, nutrir, retardar o envelhecimento e embelezar o ser humano. São formulados com as mais diversas substancias e elaboradas de modo que não causem reações indesejáveis. 

Definição da ANVISA, que regula e fiscaliza a elaboração e a comercialização dos cosméticos, para o termo cosméticos:

“Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes são preparações constituídas por substancias naturais ou sintéticas, de uso externo as diversas partes do corpo humano, pele, sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes e membranas mucosas da cavidade oral, com o objetivo exclusivo ou principal de limpa-los, perfuma-los, alterar sua aparência e/ou corrigir odores corporais e/ou protege-los ou mante-los em bom estado”.

Segundo a ANVISA, os produtos cosméticos são classificados por áreas de aplicação, classe dos produtos, grau de risco. Comprovação de segurança e eficacia.

São produtos considerados de efeito físico e não fisiológico; formulações de uso tópico que, quando adequadamente utilizadas sobre a pele, cabelos ou unhas, proporcionam resultados satisfatórios, sem interferir nos processos normais do metabolismo celular. Pelo contrario devem colaborar para que esses processos ocorram de modo que melhorem a qualidade da pele e seus anexos.

Nenhum comentário :